#201

[Dentro da biblioteca da Universidade de Musashino de Arte, em Tóquio] inesperado mesmo é o vazio da grande maioria das estantes. São 25 prateleiras, mas [por causa dos terramotos] só as sete ou seis mais próximas do chão são utilizadas para pôr livros. Dá a sensação de termos chegado a meio de um processo, de muitos livros estarem ainda para chegar, de haver muitas possibilidade de leitura no futuro. […] Uma biblioteca começa assim, com livros que gostamos e uma estante.

Isabel Salema, ípsilon

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s