#664

Nada impede a intertextualidade nas aulas de Português e é até desejável ensinar a ler texto completo conforme os métodos analítico e comparativo. Ler Ruy Belo em intertexto com Herberto [Hélder] e estes em cruzamento com Nuno Júdice pode ser exercício hermenêutico para os alunos [do ensino secundário].

António Carlos Cortez, professor e crítico literário

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s