#862

bartoon

bartoon de Luís Afonso, jornal Público

Bastou a promessa de um novo capítulo no relacionamento dos dois inimigos da Guerra Fria [Cuba e Estados Unidos da América] para se criar uma oportunidade de negócio imediata, com os poucos promotores turísticos autorizados a transportar cidadãos norte-americanos para Cuba a serem inundados de solicitações: aparentemente, para muitos turistas a verdadeira experiência cubana envolve o convívio com as ‘excentricidades’ do regime castrista – dos calhambeques dos anos 50 que ainda circulam pelas ruas de Havana ao racionamento alimentar (e as filas para comprar alimentos) [como] para ainda entrar na ‘cápsula do tempo’ que é a ilha comunista. […] A experiência que os agentes turísticos dizem não poder garantir aos turistas da ilha depois da retoma dos canais diplomáticos e comerciais com os Estados Unidos é a de estar num país onde não existem restaurantes de fast-food, nem centros comerciais com as mesmas lojas de marcas internacionais, nem cadeias de hotéis norte-americanos com acesso ilimitado a redes de wi-fi para pesquisar na Internet.

Rita Siza, jornal Público

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s