#904

Heinz Peter Mang vive obcecado em transformar dejectos humanos em ouro. […] Cada vez mais resíduos de esgotos na China estão a ser transformados em biogás e adubo. Em Pequim, algumas estimativas indicam que 6800 toneladas de excrementos humanos são tratadas por dia, o suficiente para encher quase três piscinas olímpicas. […] Actualmente há 40 milhões de casas rurais por toda a China com um tanque de retenção para dejectos tanto humanos como de animais, que são parcialmente higienizados através da privação dos sólidos com oxigénio. O que sobra é então convertido em adubo líquido para as quintas. […] O processamento na estação Sijiqing [em Pequim] – que quer dizer quatro estações – começa no rés-do-chão de um edifício de tijolos vermelhos de dois andares. O cheiro a excrementos humanos no ar revela o seu propósito: todos os dias, cerca de 200 camiões descarregam 800 toneladas de fezes humanas. […] Os resíduos sólidos são transportados até a uma ala para fermentar a 60 graus Celsius durante dez dias. O processo mata bactérias nocivas e os ovos de lombrigas que parasitam os humanos e transforma os excrementos em adubos ricos para árvores e vegetais. E o material líquido é direccionado para tanques, onde vai gerar biogás e, no final, vai ser bombeado para alimentar estações de tratamento de águas residuais ainda maiores. […] Os novos migrantes chineses que chegam às cidades são um dos desafios para a massificação destas políticas da China, já que muitos ainda vêem a sanita como um caixote do lixo e atiram tudo para lá, desde pilhas a jornais.

Natasha Khan, jornal Público

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s