#1402

Está em todo o lado. Nos postais. Em miniatura nas lojas. Na rota dos turistas. Na memória dos portugueses. É o ‘carro dos Prazeres, número 28’, na voz da fadista Raquel Tavares. A média de passageiros ficou nos 4,6 milhões nos últimos quatro anos, de acordo com a Carris. Do Martim Moniz aos Prazeres, o eléctrico 28 passa pelos séculos de história da cidade. […] Quando ia para o liceu, o transporte do historiador José-Augusto França era o eléctrico 28. Partia do Rossio, subia à Baixa, passava pela Sé e chegava a São Vicente de Fora. O seu destino era o Liceu Gil Vicente. […] O interesse num percurso que passa por umas ‘dez igrejas, oito conventos que foram, meia dúzia de prédios de destaque, seis jardins, uma dezena e meia de estátuas, dez teatros e cinema de que só restam dois’, fez com que escrevesse ’28 Crónica de um Percurso’, publicada em 1998.

Teresa Serafim, jornal Público

8 responses to “#1402

duty of response

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s