#1482

Outro livro essencial de Rui Pires Cabral é ‘Oráculos de Cabeceira’ (2009), obra aparentada aos poemas-colagens a que o poeta se tem dedicado nos últimos anos. O método consiste em abrir livros ao acaso e tomar uma frase como mote, de Dostoievksi a Derek Jarman. Pode ser uma frase banal, do género ’em algumas das fotos aparecíamos juntos’, convém até que seja banal, porque não será decerto uma sentença redentora mas uma meditação crua sobre ‘o fim da escolha, a última esperança’, como escreveu [Philip] Larkin, citado em epígrafe.

Pedro Mexia, revista do semanário Expresso

duty of response

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s