#1554

Jornalistas e leitores falaram-me entusiasticamente da qualidade encantada do universo [da editora] Cosac Naify. Como se a porta de Alice fosse ali. Os escritores andam invariavelmente entre espelhos esquisitos, malucos de uma ilusão para a outra, mas nem sempre as editoras lembram a profunda magia dos livros, a profunda magia de se escrever e de se ler. A Cosac era isso, um conto de fadas onde cada gesto se dispunha ao impossível.

Valter Hugo Mãe, revista P2

duty of response

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s