#1638

Portugal [é o] único país que é obrigado a aceitar-nos. Podemos ser pelintras ou estarmos podres, mas não têm outra alternativa senão deixar-nos entrar no único país que é incontestavelmente nosso.

[…]

Estamos tão na moda que não vão chegar portugueses para as encomendas. Os turistas já se queixam da falta de portugueses quando chegam cá. Só somos dez milhões. Cada um de nós é um espécime raríssimo. Temos de ser compreensivos quando nos param na rua e pedem-nos para falar um bocadinho de português para os miúdos poderem dizer na escola que falaram com um português verdadeiro.

Miguel Esteves Cardoso, jornal Público

duty of response

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s