#1755

‘Uma porta é, ao mesmo tempo, uma abertura e aquilo que a fecha’

José Saramago, ‘Manual de Pintura e Caligrafia’

Essa ideia de desenhar algo que está entre espaços, que cria uma espécie de intervalos, de possibilidade de mudança, sempre me acompanhou. […] A dupla condição da porta – a de permitir passar e a de poder impedir a passagem – reflecte não mais do que duas necessidades humanas primárias e às quais o design e a arquitectura têm vindo a responder sob muitas formas ao longo de milénios: a de proteger e delimitar território e a de receber e acolher. Estranhamente, ou não, porque parecem necessidades paradoxais, são ambas respondidas pelo mesmo artefacto. Na sua dimensão simbólica e comunicativa, as portas despertam imensa curiosidade e estimulam-nos. São possibilidades. Quem não abriu já uma porta que não devia?

Guta Moura Guedes, revista do semanário Expresso

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s