#1758

Tenho uma noção romântica das cidades. As cidades atraem-me mais nos romances do que os subúrbios ou o campo. A cidade é um fluxo de energia. Os subterrâneos, os cruzamentos, as várias camadas. Estou sempre a ser estimulado. Eis um rosto que nunca vi antes, o que é que ele me sugere? Uma cultura no Leste do México? E está no metro de Nova Iorque. Tudo isso me entusiasma. As cidades trazem a diferença. Os subúrbios e a ruralidade não carregam essa diferença. Uma quinta será provavelmente muito semelhante à quinta seguinte. […] A cidade enquanto ideal romântico atrai-me como romancista.

Jonathan Franzen, Ipsilon

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s