#1760

[Tive] um professor de liceu que se chamava Vergílio Ferreira. O que ele nos disse, na altura, fez-me muita confusão. Numa obra literária a questão não é a verdade, é a verosimilhança – a possibilidade de aceitarmos que aquilo seja a verdade. Não tinha pensado nisso. Fiquei impressionado. Uma coisa é a realidade. Outra é a arte. Outra é a verdade. […] Tive um professor fantástico na faculdade, Borges de Macedo, que dizia que o real é tumultuário, está sempre pronto a surpreender. A vida é de facto uma permanente surpresa. Tenho essa ideia desde miúdo.

Jorge Molder, fotógrafo, revista do semanário Expresso

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s