Cartas a Y #3

Akureyri, 10 de Abril de 2019

Querida Y,
já me despedi dos meus pais, dos meus irmãos e das minhas sobrinhas, dos meus tios e primos; despedi-me dos meus amigos e dos meus livros, dos meus bonsais e dos gatinhos da rua; da praia e do apeadeiro de comboios; da senhora que me vende os jornais e do senhor do pão, do carteiro e até de um e outro sem-abrigo; despedi-me desta cidade e do glorioso Knattspyrnufélag Akureyrar.

Parto na condição única e irrefutável do ser mortal: apaixonado por a quem me quero dedicar e de quem, simultaneamente, tenho de respeitar a súplica para que me afaste.

De que vale afastar-me de ti se te amo? Se é para esquecer, permito-me sofrer e escorar o meu fim num objectivo irrealizável ao invés de desistir: como posso abdicar do afecto, renunciando à possibilidade de ser e fazer feliz quem gosto? Abjurar é enganar-nos e dói infinitamente mais do que jamais te ter.

É verdade que se nomeia de moribundo àquele que se arrasta. Consinto e aceito-me como tal, pois, como bem compreendi, é inútil furtar da esperança o teu olhar e sorriso, os teus gestos e palavras.

A abundância da novidade não justifica qualquer abnegação. Na verdade, qual a garantia de que voltarei a cruzar-me com quem deseje partilhar a alegria e a escrita, os desafios e as frustrações, todas as ilusões que nos motivam e assustam, que nos cimentam?

Parto, por isso, para recair, consciente de estilhaçar momentaneamente um coração que mingua mas que, concomitante, se auto-reconstruirá como prefácio do dia mais aprazível das nossas vidas. Até breve!

Beijinhos do sempiterno teu,
Mário C. Brum

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s