#2129

Ser ridículo é ser socialmente inepto, e acho que com o tempo aprendemos a não ser ineptos, embora possamos continuar a ser, ou voltemos a ser, quando formos crianças outra vez. […] Uma das consolações da idade para um escritor é que aprendemos melhor a trabalhar com o tempo. Há escritores que são brilhantes nisso [e gosto daqueles] cujos segredos não compreendemos. […] Começa-se a escrever romances em ordem mais ou menos cronológica, numa sequência que se assemelha à da nossa vida, mas vamos percebendo que podemos escrever romances, como ‘O Sentido do Fim’, em que há longos hiatos de tempo que ocupam apenas um parágrafo. […] Um romancista não pensa se vai escrever de modo irónico, ou lírico, ou elegíaco, isso não está na nossa cabeça. O que interessa é saber o que é a história, qual é o ponto de vista, como avançar no tempo, é isso que perguntamos. 

Julian Barnes, revista do semanário Expresso

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s