#2140

Começa a ser bastante difícil e de resultados duvidosos continuar a pensar a cidade como um artefacto, como um (meta)conceito, ou como seja lá o que for que atravessa a história (e a pré-história) com o mesmo nome, a mesma localização, a mesma ‘coisa’. […] Das origens ficaram ruínas agora cenografadas e turistificadas e, de hoje, é o que se quiser incluir na lista: bairros pobres, centros comerciais, hotéis de luxo, aeroportos, monumentos e centros históricos, amnésias sem nome. […] É mentira tudo isto. O que quer que se chame cidade enquanto coisa construída, paredes, muralhas, casas, templos, ruas será necessariamente uma construção, um produto decantado de um determinado contexto cultural e que ao longo do tempo vai somando algumas continuidades, adaptações e, sobretudo, rupturas. Não havia caminhos-de-ferro no século XV, torres alucinadas como as do Dubai; a Via Appia não era uma auto-estrada, nem circulavam camiões entre Roma e Brindisi no século III a.C.; os pombos esvoaçam, mas os aviões nunca aterraram na Piazza Navona. […] É claro que o tempo deixa marcas; certos alinhamentos de ruas persistem séculos. [Mas o que se fala] é do que de novo se constrói, de como surgem novos artefactos, funcionalidades, usos, formas, demonstrações materiais e imateriais dos tempos que mudam. No futuro não faltará quem veja no presente origens e premonições de coisas desse tempo do porvir, mas nos dias que correm essas mesmas coisas têm um modo de existência completamente diferente. O tempo e os seus lapsos prestam-se muito a ficções, ao fabrico de artifícios que relacionam factos e narrativas.

Álvaro Domingues, jornal Público

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s